Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Guarda-Mor - MG
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
19
19 JAN 2022
MINISTÉRIO DA SAÚDE PRIORIZA COMORBIDADES PARA VACINAÇÃO DE CRIANÇAS CONTRA A COVID-19
O protocolo do Ministério da Saúde relacionou as comorbidades que terão prioridade para a vacinação contra a Covid-19 de crianças com idade de 5 a 11 anos. 

Também é obrigatória a apresentação de laudo médico comprovando a condição de comorbidade da criança para que ela possa receber a vacina. Pais e responsáveis devem apresentar o laudo médico aos Agentes Comunitários de Saúde para que a vacinação da criança seja agendada.

De acordo com o protocolo do Ministério da Saúde, as comorbidades para a vacinação do público infantil são as seguintes: 

- DIABETES MELLITUS: Qualquer indivíduo com diabetes.

- PNEUMOPATIAS CRÔNICAS GRAVES: Indivíduos com pneumopatias graves incluindo doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave (uso recorrente de corticoides sistêmicos ou internação prévia por crise asmática ou uso de doses altas de corticoides inalatórios e de segundo medicamento de controle no ano anterior) 

- HIPERTENSÃO ARTERIAL RESISTENTE (HAR): Quando a pressão arterial (PA) permanece acima das metas recomendadas com uso de três ou mais anti-hipertensivos de diferentes classe, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frequência, dosagem apropriada e comprovada adesão ou PA controlada em uso de quatro ou mais fármacos anti-hipertensivos.

- HIPERTENSÃO ARTERIAL ESTÁGIO 3: PA sistólica z180mmhg e/ou diastólica z110mmHg independente da presença de lesão em órgão-alvo (LOA).

- HIPERTENSÃO ARTERIAL ESTÁGIOS 1 E 2 COMO LESÃO EM ÓRGÃO-ALVO: PA sistólica entre 140 e 179mmHg e ou diastólica entre 90 e 109mmHg na presença de lesão em órgão-alvo.

- INSUFICIÊNCIA CARDÍACA (IC): IC com fração de ejeção reduzida, intermediária ou preservada; em estágio B, C ou D, independente de classe funcional da New York Heart Association.  

- COR-PULMONALE E HIPERTENSÃO PULMONAR: Cor-pulmonale crônico, hipertensão pulmonar primária e secundária. 

- CARDIOPATIA HIPERTENSIVA: Cardiopatia hipertensiva (hipertrofia ventricular esquerda ou dilatação, sobrecarga atrial ou ventricular, disfunção diastólica e/ou sistólica, lesões em outros órgãos-alvos).

- SÍNDROMES CORONARIANAS: Síndromes coronarianas crônicas (Angina Pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós-infarto agudo do Miocárdio, outras). 

- VALVOPATIAS: Lesões valvares com repercussão hemodinâmica ou sintomática ou com comprometimento do miocárdio (estenosa ou insuficiência aórtica; estenose ou insuficiência mitral; estenose ou insuficiência pulmonar; estenose ou insuficiência tricúspide, e outras). 

- MIOCARDIOPATIAS E PERICARDIOPATIAS: Miocardiopatias de qualquer etiologia ou fenótipos; pericardite crônica; cardiopatia reumática.

- DOENÇAS DA AORTA, DOS GRANDES VASOS E FÍSTULAS ARTERIOVENOSAS: Aneurismas, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vazos.

- ARRITMIAS CARDÍACAS: Arritmia cardíaca com importância clínica e/ou cardiopatia associada (fibrilação; flutter atriais; e outras). 

- CARDIOPATIAS CONGÊNITA NO ADULTO: Cardiopatias congênita com repercussão hemodinâmica; crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca; arritmia; comprometimento do miocárdio.  

- PRÓTESES VALVARES E DISPOSITIVOS CARDÍACOS IMPLANTADOS: Portadores de prótese valvulares biológicas ou mecânicas, e dispositivos cardíacos implantados (marca-passos; cardio desfibriladores; ressincronizadores, assistência circulatória de média e longa permanência). 

- DOENÇAS NEUROLÓGICAS CRÔNICAS: Doença cerebrovascular (acidente cerebral vascular isquêmico ou hemorrágico; ataque isquêmico transitório, demência vascular); doenças neurológicas crônicas que impactam na função respiratória; indivíduos com paralisia cerebral; esclerose múltipla e condições similares; doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular; deficiência neurológica grave.

- DOENÇA RENAL CRÔNICA: Doença renal crônica está 3 ou mais (taxa de filtração glomerular 60ml/min 1,73 m2) e/ou síndrome nefrótica.

- IMUNOCOMPROMETIDOS: Indivíduo transportado de órgão sólido ou medula óssea; pessoas vivendo com HIV; doenças inflamatórias imunomediadas em atividade ou em curso de dose de prednisona equivalente a 10 mg/dia; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológico que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas 

- HEMOGLOBINOPATIAS GRAVES: Doença falciforme e talassemia maior.

- OBESIDADE MÓRBIDA: Índice de Massa Corpórea (IMC) z 40  

- SÍNDROME DE DOWN: Trissomia do cromossomo 21

- CIRROSE HEPÁTICA: Cirrose Hepática Child-Pugh A, B ou C.
Seta
Versão do Sistema: 3.2.2 - 02/05/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia