Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Guarda-Mor - MG
Acompanhe-nos:
Rede Social Instagram
Rede Social Facebook
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAR
19
19 MAR 2019
DECRETO Nº 1.075 DE 21 DE MARÇO DE 2020
enviar para um amigo
receba notícias

"DISPÕE SOBRE AS MEDIDAS DE ENFRENTAMENTO À PANDEMIA DO CORONAVÍRUS (COVID-19) NO ÂMBITO DO MUNICÍPIO DE GUARDA-MOR E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS".

 

Prefeito Municipal de Guarda-Mor/MG, no uso de suas atribuições legais, tendo em vista o disposto na Lei Federal nº 13.979 de 06 de fevereiro de 2020; no Decreto Estadual nº 47.886 de 15 de março de 2020; na Organização Mundial de Saúde (OMS), que declarou na data de 11 de março de 2020, pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo Coronavírus,

 

Considerando a Portaria nº 188/2020, do Ministério da Saúde, que dispõe sobre a Declaração de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional em decorrência da infecção humana pelo novo Coronavírus;

 

Considerando a Recomendação nº 01 de 17 de março de 2020 da Superintendência Regional de Saúde de Patos de Minas/MG, que dispõe sobre as recomendações para criação e fortalecimento de mecanismos de prevenção e combate à pandemia do Coronavírus – COVID 19;

 

Considerando a Portaria nº 454 de 20 de março de 2020, que DECLARA em todo o território nacional o estado de transmissão comunitária do Coronavírus (COVID - 19);

 

Considerando o Decreto Estadual nº 47.891 de 20 de março de 2020, que reconhece o estado de CALAMIDADE PÚBLICA no âmbito de todo o território do Estado, em razão dos impactos socioeconômicos e financeiros decorrentes da pandemia causada pelo agente Coronavírus (COVID - 19).

 

Considerando o art. 268 do Código Penal, e;

 

Considerando o Poder de Polícia do Estado.

 

DECRETA:

 

Art. 1º - Ante a declaração de SITUAÇÃO DE CALAMIDADE PÚBLICA no âmbito de todo o território do Estado, em razão de epidemia de doença infecciosa viral respiratória – COVID-19, causada pelo agente Novo Coronavírus, ficam instituídas a partir de 22 de março de 2020 as seguintes determinações:

I - SUSPENSÃO de aulas da Rede Municipal de Ensino por prazo indeterminado;

II – SUSPENSÃO das atividades do Centro Educacional Infantil Municipal – CEMEI por prazo indeterminado;

III – SUSPENSÃO das aulas e oficinas do serviço de fortalecimento de vínculo, demais atividades de grupo desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Assistência Social, aulas e eventos relacionados à Secretaria Municipal de Esportes,  quaisquer outras organizações e eventos particulares, por prazo indeterminado;

IV- SUSPENSÃO do funcionamento de academias por prazo indeterminado;

V – SUSPENSÃO dos atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde por prazo indeterminado, exceto atendimentos de urgência e emergência;

VI - SUSPENSÃO dos atendimentos presenciais em todas as Secretarias da Administração  Municipal, por prazo indeterminado, mantendo-se o atendimento interno através de e-mail corporativo das respectivas Secretarias ou via contato telefônico (informações no site https://www.guardamor.mg.gov.br), com jornada de trabalho reduzida;

VII - SUSPENSÃO da realização de cultos, celebrações e atividades religiosas com aglomerações de pessoas;

VIII - Fica impedido de se apresentar ao seu órgão ou entidade de trabalho por:

14 (quatorze) dias corridos contados do retorno de viagem que tenham como origem ou destino localidade em que houver a transmissão comunitária do agente Coronavírus (COVID-19), se apresentar sintomas característicos da doença, conforme orientação do Decreto Estadual nº 47.886 de 15 de março de 2020;

 

a)  07 (sete) dias corridos contados do retorno de viagem que tenham como origem ou destino localidade em que houver a transmissão comunitária do agente Coronavírus (COVID-19), se não apresentar sintomas característicos da doença, conforme orientação do Decreto Estadual nº 47.886 de 15 de março de 2020;

VII – Fica expressamente proibido, por prazo indeterminado, a realização de todo e qualquer tipo de evento com potencial de aglomeração de pessoas no Município de Guarda-Mor, inclusive feiras livres;

VIII - Fica expressamente proibido, por prazo indeterminado, o comércio ambulante no município, sujeito a apreensão de suas mercadorias;

 

Art. 2º - A partir da data de publicação deste Decreto deverão funcionar:

I - Especialmente em sistema de entrega em domicílio (telefone, e-mails, redes sociais), vedado o consumo no local, os seguintes estabelecimentos:

a)  Bares e estabelecimento que comercializam bebidas alcoólicas;

b)  Lanchonetes e trailers;

c)  Comércios de água mineral e Gás.

§ 1º: Deverão ser disponibilizados aos funcionários, álcool gel 70% e máscaras, seguindo as orientações do Ministério da Saúde de prevenção e controle do vírus COVID-19;

II - Com limitação do atendimento ao público, permitindo a entrada apenas 03 (três) pessoas por vez, organizando a fila no interior e exterior, com espaço mínimo de 02 (dois) metros de distância por pessoa, os seguintes estabelecimentos:

a) Bancos;

b) Lotéricas;

c) Correios;

d) Estabelecimentos prestadores de serviços bancários.

§ 2º: Deverão higienizar todos os corrimões, separadores de filas, balcões, equipamentos e utensílios e forma a prevenir a disseminação do COVID-19;

 

III- Com limitação de fluxo, permitindo a entrada de apenas 03 pessoas por vez evitando assim aglomeração, realizando controle de entrada e saída, no interior e exterior, os seguintes estabelecimentos:

a)  Drogarias e Farmácia de Todos;

b)  Postos de coleta de análises clínicas;

c)  Restaurantes;

d)  Supermercados e Mercearias;

e)  Açougues;

f)   Sacolões e hortifrutigranjeiros;

g)  Padarias e quitandas;

h) Lojas de produtos veterinários/agropecuários;

i)   Postos de combustíveis;

j)    Comércios de Materiais para Construção;

k)  Oficinas mecânicas;

l)   Borracharias;

m) Lava-jatos;

n) Casas de peças e materiais;

o)  Lojas de Móveis/Eletrodomésticos/Eletroeletrônicos;

p)  Lojas de roupas, sapatos e utilitários;

§ 3º: Deverão orientar os clientes a realizar as compras com a maior brevidade possível, permitindo a entrada de apenas 01 (um) membro da família, monitorar a situação das filas e disponibilizar álcool em gel para uso dos clientes, tanto na entrada quanto na saída.

IV- Com implantação de sistema de atendimento de 01 (um) cliente por vez, sem sala de espera, os seguintes estabelecimentos:

a)  Clínicas de estética;

b)  Salões de Beleza;

c)  Manicure/pedicure;

d)  Cabeleireiros;

e)  Barbeiros;

f)   Podólogos.

 

§4º: Deverão disponibilizar álcool gel 70%, higienizar equipamentos e utensílios de forma a prevenir a disseminação do COVID-19;

 

Art. 3º - Nos velórios, as pessoas deverão evitar a visitação e os estabelecimentos deverão restringir o público a no máximo 10 (dez) pessoas por sala, com distância de 02 (dois) metros entre elas, ficando proibida aglomeração de visitantes nas áreas internas e externas e o fornecimento de lanches, devendo ainda nesse espaço ser divulgadas orientações quanto a se evitar contato físico, como aperto de mão, abraços e beijos, dentre outros.

§ ÚNICO: As medidas a serem tomadas, descritas no caput deste artigo, ficarão a cargo da funerária responsável pelos serviços póstumos prestados.

 

Art. 4º - A fiscalização quanto ao cumprimento das medidas previstas neste Decreto, observado o disposto no Código Penal Brasileiro em seu art. 268, caberá aos Fiscais Municipais nomeados pelo Comitê Gestor local do plano de prevenção e contingenciamento em saúde do COVID-19 e as forças de segurança pública.

 

Art. 5º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação e vigorará enquanto perdurar o estado de emergência.

 

 

Guarda-Mor, 21 de março de 2020.

 

 

 

Edgar José de Lima

Prefeito Municipal

 

Clique AQUI e acesse os decretos

 

 

Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia